Esgotamento nos hospitais: como ficam os profissionais da saúde?


Os recordes dos últimos dias é um retrato do alerta de colapso nos sistemas de saúde por todo o país, chegando a ser considerada a pior condição dos hospitais brasileiros até o momento. Mas quem, de fato, está cuidando dos profissionais que cuidam de outras vidas todos os dias, ao mesmo tempo que lidam com o medo e a pressão de combater o coronavírus na pior fase da pandemia?


O quadro de condições precárias, sobrecargas de jornada e exaustão física e mental vêm atingindo quem trabalha na área da saúde há meses, mas agora enfrenta um cenário ainda mais crítico com a falta de mais profissionais, leitos de UTI, equipamentos, oxigênio, medicamentos e outros insumos básicos. Os profissionais da saúde, mais do que nunca, necessitam de assistência para que consigam continuar se empenhando e consigam encarar uma rotina de se reinventar a cada dia e juntar forças para continuar em frente.


É o momento de prestar nosso apoio e valorizar o enorme esforço e dedicação de todos que estão atuando na linha de frente. Esperamos que os efeitos negativos da situação atual logo possam ser minimizados para que as equipes consigam continuar salvando vidas com plenas condições de exercer seu papel tão essencial.


A todos os profissionais da saúde, nosso agradecimento pela coragem e dedicação imensurável e nosso incentivo para que continuem seguindo fortes na luta contra a Covid-19 nesse período tão desafiador.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo